Gerenciador de Artigos Artigos

O caminho para o crescimento espiritual

0 Comentários
461
02 Abr 2015

O Caminho Para o Crescimento Espiritual

Olá Amados

"De uma feita estava Jesus orando em certo lugar; quando terminou, um dos seus discípulos lhe pediu: Senhor, ensina-nos a orar como também João ensinou aos seus discípulos". "Portanto, vós orareis assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino, faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixe cair em tentação; mas livra-nos do mal pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém!''

(Lucas 11.1 ; Mateus 6.9-13).

1. Vemos neste pedido um sinal de quem deseja crescer espiritualmente: "... ensina-nos a orar".

2. A oração é fundamental para o crescimento espiritual. Ela e a Palavra de Deus são as bases de nosso crescimento.

3. Só cresceremos espiritualmente quando passarmos mais tempo em comunhão com Deus.

4. O Deus a quem dirigimos nossas orações é um Pai amoroso. Ele é o. "Pai nosso".

5. A oração verdadeira tem o seu direito e a sua motivação garantidos pelo Espírito Santo.

6. Quando oramos ao nosso Pai o fazemos em companhia dos nossos irmãos.

7. A maneira como vivemos deve santificar e exaltar o nome de Deus: "santificado seja o teu nome".

8. Devemos buscar a santidade de vida porque Deus é santo.

9. Devemos submeter a vida e os interesses todos ao querer de Deus: "... venha o teu reino".

10. Jesus quer ver o seu reino estabelecido sobre a face da terra.

11. Para que este reino seja estabelecido é necessário que trabalhemos juntos a Deus.

12. Porque nossas vidas já foram transformadas em Cristo isto é possível.

13. A nossa vontade a de ceder a vontade de Deus: "... seja feita a tua vontade".

14. A vontade de Deus é boa e não permite que nossas vidas sejam moldadas pelos padrões injustos do mundo.

15. A vontade de Deus é agradável e não nos trará nenhuma insatisfação.

16. A vontade de Deus é perfeita e realizá-la garante-nos a segurança que almejamos.

17. Na oração não devem ser consideradas realidades ou necessidades apenas espirituais, mas também as materiais e físicas: "...o pão nosso de cada dia..."

18. Os cristãos devem viver num estado de contínua dependência de Deus.

19. Devemos agradecer ao Senhor por sua fidelidade.

20. Devemos desenvolver uma confiança inabalável no cuidado paternal de Deus.

21. Quando em nossas orações pedimos perdão pelos nossos pecados, estamos sendo reabilitados a aproximar-nos do Trono da Graça através de Jesus Cristo: "...e perdoa-nos as nossas dívidas".

22. Não temos o direito de pedir perdão a Deus se não estamos dispostos a perdoar os que nos ofendem.

23. Não podemos inverter a ordem das coisas pensando que o perdão ao semelhante é a base do perdão divino.

24. A dinâmica do perdoar exige a capacidade de amar.

25. É necessário segurar nas mãos de Deus quando a tentação vier, pois Ele é poderoso para nos livrar do maligno: "... e não nos deixe entrar em tentação".

26. A tentação não é obra de Deus.

27. Deus na sua soberania e autoridade nos livra do maligno.

28. Este Deus Soberano tem um reino e nós fazemos parte dele: "...porque teu é o reino, e o poder, e a glória".

29. O Senhor reina com poder.

30. Ao Deus a quem oramos pertence a glória.

 

Aliás, permita-me uma pergunta: Você já orou hoje? Um abraço.

0.0
Última modificação: -/-
Os artigos relacionados: Dando um tempo para Deus Livres para Adorar inicia produção de seu novo álbum Deixando a Zona de Conforto Para Crescer
#Caminho #Espiritual

Nenhum comentário ainda...

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.